quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Sexta- Feira 13 Parte I

Aqui estou eu, inocentemente cuidando da minha propria vida, dobrando umas roupas como uma boa esposa e de vez em quando lançando uns olhares para o bebê dormindo calmamente no carrinho. Suspiro e aproveito a paz... Que não dura muito, pois ouço a campainha, o cachorro late, o bebê acorda!
Corro para a janela e vejo que a visita indesejada é a naja!
Penso duas vezes se devo atender, talvez ela nem perceba que estou em casa. Espio novamente pela janela e ouço em claro e bom som:
"Oh bebê, está chorando? A vovó chegou!" Bom, meu plano de fingir que fui a uma viajem só de ida pro Japão foi as cucuias...
Ensaio meu melhor sorriso forçado e vou até o portão.
"Oi Naja (É claro que vou omitir o nome!!!)."
"Oi Fulana, como está meu neto?" (Estava dormindo até agorinha...!)
"Bem... Acordou agora."
A Naja se lança para dentro e já vai feito um polvo com oito braços pegar meu filho. Fico parada na porta observando a cena.
"Ah Fulaninho (ela errou o nome dele, como sempre!) vem com mamãe! Mamazinha, mamazinha!" (Alguem por favor avise essa mulher que a mãe da criança SOU EU!!)
Ela me lança um olhar e diz:
"Vim ajudar!" (Meu Deus, é um milagre. O fim realmente está proximo!!!) "Aproveita hein, aproveita que não é sempre hein!!"
Devo ter engolido um mosquito, pois estou de boca aberta e olhos arregalados. Ainda não acredito no que ouvi. Ah, veio ajudar não é? Então vamos lá!!! Penso, já bolando uma tarefa sinistra para ela, uma do tipo: Lave a privada ou desentupa o ralo! rsrs
Quando vou abrir a boca para falar no que ela pode me ajudar, a naja olha o relogio de pulso e solta:
"Ah que pena, preciso ir. Fulano está sem chave e vai ficar pra fora." (É pegadinha do Malandro??)
Senti o rosto queimar de raiva. A naja coloca meu filho no carrinho e ele começa a berrar querendo colo. Vai até o portão, se despede e some para a rua.
Resultado: Roupa para passar, bebê agitado, cachorros latindo e minha paciência se esgotando.
Mas a história tem continuação e a Naja não perde por esperar... Rsrs


2 comentários:

Anônimo disse...

Oh jararaca sem noção! kkk igualzinha minha sogra, só promete nunca ajuda!

Anônimo disse...

Nossa que raiva né? Se não vai ajudar pra q fica se oferecendo? affff coisa de sogra mala mesmo!!!

Postar um comentário

Template by:

Free Blog Templates